Publicado por: marcospauloteixeira | Dezembro 13, 2008

O QUE PENSAR DA LEI DA ATRAÇÃO?

Hoje em dia estamos sendo bombardeados por teorias de prosperidade e do bem estar. Tudo isso reflete o individualismo que impera na nossa sociedade. Ninguém pensa mais no outro, o foco é apenas o “eu”. Além da teologia da prosperidade protestante, que busca com todo afinco a prosperidade material acima de tudo, temos a chamada “Lei da Atração”.

uuuuO que é a LEI DA ATRAÇÃO?

Eis a definição encontrada no Wikipédia: A Lei da Atração é uma teoria associada aos movimentos Nova Era e Novo Pensamento, que sugere o princípio de “igual atrai igual”, normalmente creditando as experiências das pessoas aos seus pensamentos, emoções e ações em proporção direta. Assim, através de seus pensamentos, emoções e ações, as pessoas atrairiam bons ou maus acontecimentos para suas vidas.
Recentemente, uma visão simplificada do princípio foi popularizada pelo filme
O Segredo. O filme diz que uma pessoa para ter o que queira, deve eliminar sua mente de pensamentos desfavoráveis (negativos) e só pensar naquilo que deseja e seu desejo é atraído gradativamente à sua realidade.

O que as pessoas que acreditam na Lei da atração esperam conseguir com ela?
Perder peso, ganhar na loteria, conseguir aquele emprego desejado, realização de desejos, sucesso profissional, sucesso na vida amorosa etc.

**********

Os defensores de tal lei dizem que esta rege todo o universo. Mas a verdade é que todo esse “sucesso” se deve ao livro “O SEGREDO”, um best-seller, no topo da lista do New York Times, tendo vendido rapidamente seis milhões de cópias. O DVD do mesmo título foi adquirido por mais de dois milhões de pessoas. O pano de fundo desse livro, da australiana Rhonda Byrne, é a lei da atração.

O escritor americano e especialista em religiões afirmou: “O SEGREDO nada tem de segredo, mas sim, de tolice, hinduísmo, xamanismo e Nova Era reciclados”.

 O Professor Felipe Aquino (Doutor em física, matemático e teólogo) escreveu em um de seus artigos: “Já dizia a Sentença Latina: “Vulgus vult décipi”– “O povo quer ser enganado”. É muito fácil enganar as pessoas com maravilhosas histórias, belos testemunhos de riqueza, saúde e vitória no amor, promessas mirabolantes, inimigos derrotados e um futuro só de bênçãos. É claro! Todo esse teatro de sucesso alucina a mente despreparada e domina profundamente o ser das pessoas mais do que a dura e cruel realidade da vida e a verdade que exige caráter e honestidade pela dignidade da pessoa humana”.

A maioria das declarações do filme sobre a mecânica quântica são totalmente inconsistentes com o que os físicos têm descoberto sobre a mecânica quântica. Os mais importantes e essenciais pontos sobre a mecânica quântica são ignorados neste filme. A mecânica quântica lida com pequenos sistemas, e efeitos quânticos (especialmente o princípio da incerteza) de Heisenberg, que são aplicáveis apenas em pequenas escalas. A exploração do filme destes efeitos é baseada em falsas premissas, implicando que eles (especialmente uma função de onda associada a um objeto e os cálculos de probabilidade em relação a este objeto) são aplicáveis a objetos cotidianos, tais como bolas de basquete, humanos ou fontes.

A neurofisiologia também teria uma explicação plausível para a Lei da Atração, mas logicamente, esta é rebatida por seguidores de tal lei. A explicação seria a atuação do Sistema Ativador Reticular Ascendente.

O que é o SARA (Sistema Ativador Reticular Ascendente)?

É um mecanismo que temos no cérebro responsável pela filtragem das informações que percebemos conscientemente. A filtragem é necessária porque o nosso consciente não consegue perceber milhões de estímulos ao mesmo tempo. O SARA traz a nossa consciência só os estímulos relevantes em cada momento. “As funções do SARA são: a) controle da atividade elétrica cortical. Sono e vigília; b) controle eferente da sensibilidade; c) Controle da motricidade somática; d) Controle do sistema nervoso autônomo; e) controle neuroendócrino; f) Integração de reflexos. Centro respiratório e vasomotor (MACHADO, 2003)”.

Para entender o SARA de um modo prático: Ao ler este artigo você dá ao cérebro instruções para prestar atenção no que está lendo; neste momento o SARA entra em ação filtrando as informações para que você permaneça atento sem perder a consciência de outros eventos como uma panela com água deixada aquecendo no fogão.

Imagine agora que você compre um uno Mille branco. Esse tipo de carro é muito comum nas avenidas, mas agora você, de repente, começa a ver aquele modelo nas ruas com mais freqüência. Aqueles carros sempre estiveram ali, só que você não os percebia conscientemente. O SARA filtra essa informação, pois antes ela não era relevante pra você; mas a partir do momento que você adquire um uno Mille branco, a percepção sobre este carro muda.

A Lei da atração pode ser explicada pelo Sistema de Ativação Reticular em ação. Você foca naquilo que quer e a partir desse momento o SARA passa a buscar referências, que antes eram irrelevantes, para instruir o consciente. Por isso que tem pessoas que, de repente, passam a experimentar uma série de coincidências e a atribuem a isso algo mágico.

Os que defendem a Lei da atração usam o seguinte argumento:

“Se você resolve que quer mudar de carreira, decide-se por uma área e começa a ver vários anúncios de emprego dentro da área escolhida, isso pode ser explicado pelo SAR. Se você resolve que quer mudar de carreira, decide-se por uma área e alguém com quem você nunca falou liga na sua casa por engano e acaba te oferecendo o emprego dos seus sonhos, isso está fora do espectro de informações que já estavam ali mas você não percebia. Este tipo de acontecimento independe de percepção e, portanto, não pode ser explicado pelo SAR. Este mecanismo do cérebro não estava excluindo da sua percepção consciente o telefone tocando e um desconhecido te oferecendo um emprego”.

Vamos analisar tal afirmação.

Vivemos num mundo globalizado onde as informações estão indo e voltando com extrema rapidez. Muitas pessoas estão, a cada dia, mudando de carreira e decidindo por uma nova profissão; o SARA procura filtrar os estímulos e selecionar aqueles que te coloquem aptos a procurar coisas ou pessoas referentes ao que você agora tem em mente. Quanto ao telefone surpresa que tocou oferecendo um emprego, pode ter duas explicações. A primeira seria uma mera coincidência, já que num mundo globalizado as nossas aspirações são oferecidas todos os dias, basta estar no lugar certo e na hora certa. A segunda seria uma possível providência de Deus. Deus não criou o universo apenas, Ele permanece ao lado do homem e participando da sua vida.

Vejamos esta história.
Um sacerdote religioso de Pernambuco cuidava de um orfanato juntamente com uma freira; a freira percebe que na dispensa não tinha mais fubá (cuscuz) suficiente para as crianças e vai até o padre contar o fato. Neste momento um mendigo bate a porta pedindo qualquer coisa para matar a sua fome. O padre foi até a dispensa e pega o único pacote de fubá e dá ao mendigo. De imediato a freira interpela o padre dizendo que era um absurdo ele ter dado o único pacote de fubá e deixar as crianças com fome e diz: “Padre, você acha que essas crianças irão comer o quê? Pizza?” e o padre responde: “sim, iremos comer pizza”. E às 18h chega uma doação de uma pizzaria próxima ao orfanato. Naquela noite todas as crianças comeram pizza. Isso é providência divina!

Não nego que o otimismo seja ruim, pelo contrário, é benéfico. Mas para o cristão é mais saudável a seguinte premissa:

“Acreditar em Deus como se tudo dependesse dEle; e trabalhar como se tudo dependesse de mim”.

Referências
MACHADO, Angelo. Neuroanatomia funcional. 2ed. Sao Paulo: Atheneu, 2003.
www.cleofas.com.br – OPINIAO – O Engano do Segredo. Editora Cléofas
www.wikipedia.com
Fundamentos de física. Vol 4 – Halliday, Resnick e Walker

Autor: Marcos Paulo – 24/07/2008


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: