Publicado por: marcospauloteixeira | Setembro 13, 2009

REPÚDIO AOS FESTEJOS MUNDANOS ORGANIZADOS POR GRUPOS DA IGREJA

REPÚDIO AOS FESTEJOS MUNDANOS ORGANIZADOS POR GRUPOS DA IGREJA

Não há como calar diante da tamanha gravidade da situação. Hoje nós temos uma sociedade chagada pela vida contemporânea que a grande maioria leva baseada no hedonismo, relativismo religioso e ignorância política.

Hoje  observamos um grande número de separações (já passam de 180 mil por ano), e dentre muitos fatores, o álcool se encontra numa posição de destaque. A bebida é causa de 90% das agressões sofridas pelas esposas. A bebida é causa da grande maioria dos casos de iniciação de dependência química. É difícil achar um depende de maconha que não tenha passado primeiro pelo álcool.

Então cabe a pergunta?

Por que alguns grupos jovens insistem em fazer festas com bebidas e banda de forró, axé etc?

Por que muitas paróquias continuam realizando festejos com bandas mundanas e muita cerveja?  Sem contar os shows de piadas pesadas!

Já não basta a quantidade de shows de forró, Piauí fest, Micarina, Piauí fest Music etc? Será que as paróquias vão continuar contribuindo para proliferação dessa cultura de morte?

Diante dessa situação, tem como alguém conseguir convidar um amigo para participar da sua paróquia e mudar de vida?

Pelo amor que vocês tem por Nosso Senhor Jesus Cristo e Nossa Senhora, parem com essa cultura de morte de querer vender cerveja nas festas paróquias! Parem de buscar o lucro e procurem chegar ao coração das pessoas.

A juventude é constantemente iniciada na bebida, na prostituição e drogas nessas festas e boates. Agora imagina UM GRUPO DA IGREJA também promover essas festas!!!! É um absurdo!

OS GRUPOS JOVENS QUE PROMOVEM ESSES EVENTOS É MELHOR QUE NÃO EXISTAM.

Jesus sempre cobrou radicalidade na aceitação do seu evangelho: “Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro.” (Mt 6,24).

Em Apocalipse encontramos: “Conheço as tuas obras: não és nem frio nem quente. Oxalá fosses frio ou quente! Mas, como és morno, nem frio nem quente, vou vomitar-te” (Ap 3,15-16). Logo não é possível sermos da Igreja Católica (que é a única Igreja de Cristo) e sermos Também do mundo.

São Paulo já fazia advertência aos cristãos que viviam como pagãos: “Portanto, eis o que digo e conjuro no Senhor: não persistais em viver como os pagãos, que andam à mercê de suas idéias frívolas.” (Ef 4,17). O que seriam idéias frívolas? São idéias enganadoras da concupiscência e da sedução que o maligno nos oferece. As idéias que contrapõem o pensamento maligno são as idéias de santidade.

É urgente a criação de um sentimento de santidade nas paróquias. Não basta só as ordens religiosas buscarem a santidade, é preciso que os movimentos e pastorais vivam também a santidade.

Padres, parem de fazer discurso político na hora da homilia. Estudem o evangelho e as leituras e façam uma homilia que chegue no coração das pessoas! Será que vocês não percebem que as pessoas que não entendem ainda o valor da Santa Missa precisam de uma boa pregação para se converterem?

São Paula já alertava: “… como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão falar, se não houver quem pregue?”  (Rm 10,14). É preciso usar a homilia para PREGAR DE VERDADE e não ficar falando bobagens que ninguém entende. Nenhum estudante deve apresentar um seminário na faculdade sem antes se preparar bem, do mesmo jeito vocês padres precisam se preparar para falar bem na Missa.

Respeitem o povo e a Deus que escolheu você para o ministério sacerdotal! Não falem besteira na Missa!

Os padres que apóiam esses grupos e também promovem esses festejos precisam rever os seus conceitos de sacerdócio.

A nossa doutrina Católica é tão rica e tão bela, mas está escondida da população… as pessoas tão indo para o protestantismo pq não conseguem perceber a grandeza da doutrina Católica.

FORA DA IGREJA NÃO HÁ SALVAÇÃO… essa frase é verdadeira pq só existe uma arca de Noé para nos livrar do dilúvio do pecado, mas enquanto colocarmos barracas de cervejas na entrada da arca, as pessoas não sentirão necessidade de entrar.

Termino esse texto com a frase que São Fidélis de Sigmaringen disse ao ser cercado por soldados que o forçaram a renegar o que havia acabado de pregar, antes de ser morto: “NÃO POSSO, É A FÉ DE VOSSOS AVÓS. EU DARIA DE BOM GRADO MINHA VIDA PARA QUE VÓS VOLTÁSSEIS A ESTA FÉ”.

Marcos Paulo

Teresina, 13 de Setembro de 2009


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: