Publicado por: marcospauloteixeira | Outubro 28, 2010

QUANDO A MAIORIA DOS BISPOS BRASILEIROS SE CALARAM, O PAPA TEVE QUE FALAR

QUANDO A MAIORIA DOS BISPOS BRASILEIROS SE CALARAM, O PAPA TEVE QUE FALAR

A Igreja Católica tem uma posição fixa e irredutível em relação a defesa da Vida. Não poderia ser diferente pois a Igreja precisa agradar a Cristo e não aos homens.  Na atual disputa eleitoral os bispos do regional Sul 1 romperam o silêncio e cumpriram com os seus papéis de bispos, que é orientar os seus rebanhos. Mas no Brasil, a maioria do bispos ainda continuam calados. Muitos padres até aconselham o voto no PT, apesar do partido ter fechado questão a favor do aborto.

Ainda temos no Brasil uma parcela da Igreja comprometida com a causa socialista que está longe da verdadeira defesa social tão estimada e pregada pela Igreja no seu novo compêndio da doutrina social da Igreja. Temos ainda muitos padres, seminaristas e bispos que preferem ouvir a voz de Leonardo Boff, frei Beto e outras “autoridades” da teologia da libertação, ou melhor, da heresia da libertação do que ouvir a voz de Cristo trazida pela sua Igreja.

Por que tanto silêncio de padres e bispos? Por que tantas homilias vazias? Por que tanta discordância da doutrina oficial da Igreja? Por que tanto receio do Papa Bento XVI? Resumindo todas essas perguntas, faço uma só: Por que insistem em continuar na Igreja?

Essa pergunta é melhor fazer para os seminaristas comunistas: Por que continuar querendo ser padre se não amam a Igreja e não respeitam o seu pontífice? Por que continuar difundindo uma teologia herética e atéia?

ESCUTEM A VOZ DO PAPA OU SAIAM DA IGREJA!

Assim disse o PAPA: “Quando os projetos políticos contemplam, aberta ou veladamente, a descriminalização do aborto ou da eutanásia, o ideal democrático – que só é verdadeiramente tal quando reconhece e tutela a dignidade de toda a pessoa humana – é atraiçoado nas suas bases (cf. Evangelium vitæ, 74). Portanto, caros Irmãos no episcopado, ao defender a vida “não devemos temer a oposição e a impopularidade, recusando qualquer compromisso e ambiguidade que nos conformem com a mentalidade deste mundo” (ibidem, 82). E lembra-lhes que “quando os direitos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas o exigirem, os pastores têm o grave dever de emitir um juízo moral, mesmo em matérias políticas“.

Diante desse pronunciamento e diante da opção irrevogável do PT a favor do aborto, um católico fiel a Santa Igreja não deve votar em partidos que promovam a morte.

ENTRE SERRA (que aprovou a primeira normatização técnica do aborto) e DILMA (que comprovadamente é favorável ao aborto e seu partido (PT) aprovou em congresso interno o programa da legalização do aborto) DEVEMOS FICAR COM O MAL MENOR.

NÃO DEVEMOS VOTAR NA DILMA!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: